Wednesday, May 14, 2014

PHILOPHILE.





No sentido dos ponteiros do relógio: o look #2 do desfile da colecção primavera 2014 da casa Céline; Mandy Shadforth do blogue Oracle Fox fotografada para o The Coveteur; editorial "Spring Uncovered", com styling de Kate Phelan e fotografia de Patrick Demarchelier para a Vogue britânica (Fevereiro 2014); Daria Werbowy na campanha primavera 2014 da marca francesa.

Descobri o termo "Philophile" depois de ler o feature de Ramya Giangola, fundadora do gogolux.com, no The Coveteur. Googled it para descobrir um artigo de 2012 do NY Times que identificava as philophiles como women who wear the Céline label with ardor. Vanessa Traina, uma philophile confessa, foi fotografada recentemente com o look #2 da colecção primavera 2014 da marca francesa, o mesmo que surge na montagem acima em quatro interpretações distintas.
Com inspiração nos graffiti de Brassaï, a colecção primavera 2014 é por certo mais artsy do que as anteriores colecções de Phoebe Philo. As cores são primárias e os acessórios possuem uma qualidade industrial (em alguns momentos, étnica). A mulher para quem Philo desenha, contudo, mantém-se intacta. Ela é forte e ao mesmo tempo quiet

2 comments:

  1. A céline é uma marca-desejo, pelas estéticas simples e muito bem estruturadas. O editorial está lindo.

    ReplyDelete
  2. Eu amei a coleção! tenho um top da Zara com esse padrão super parecido

    ReplyDelete