Thursday, May 03, 2012

THOSE TOM FORD DAYS.



Muitas vezes me questiono sobre as implicações de ter um blogue e não são raros os momentos em que pondero colocar um ponto final no LX. Não sou blogger profissional, jamais intitular-me-ia assim. E antes que alguém se sinta atacado/a com esta afirmação, em minha defesa, é apenas a minha posição. O LX nunca teve outra pretensão para além de ser um veículo para escrever sobre Moda. Não é a minha revista, quiçá por ter estudado Jornalismo ofereço alguma resistência a esta visão. Não é um outdoor publicitário, a menos que esteja indicado em contrário. Não é um diário, mas é um espaço onde escrevo sobre o que me entusiasma, quando me entusiasma.

Esta não é uma declaração de princípios, mas agora que penso nisso, bem poderia sê-la. Não. Hoje fala-se de Tom Ford. E se é preciso encontrar um culpado, Filipa Fino, uma portuguesa que vive o meu american dream, é um nome a ser levado em conta. The Coveteur, um dos projectos mais interessantes dos últimos anos, leva-nos a descobrir tesouros nos armários de alguns dos nomes mais influentes da indústria. Entre uma fotografia e outra, ficamos a saber que as sample sales da maison Chanel deviam ser, por si só, um acontecimento, até que surge, numa fotografia, um casaco Gucci da era Tom Ford. Sobre esse período, diz Fino que será para sempre o seu momento preferido em Moda. O dela e o meu.

Não que até aí a Moda não fizesse parte do meu imaginário. Desde miúda que me lembro de brincar às supermodelos, eu como Claudia Schiffer e a minha prima como Cindy Crawford. Desfilávamos no meio da cozinha, de mão na cintura e terminávamos com aquela voltinha típica dos desfiles Versace. Depois vieram os livros e as revistas, a maioria internacionais, até que um dia foi lançada a versão nacional da Vogue. Lembro-me de estar no pátio do colégio com a minha amiga Ana - Ana, se estiveres a ler, saudade - e de desejarmos que fosse lançada uma Vogue em Portugal. Escusado será dizer que passei os meses - anos - seguintes a devorar a revista de uma ponta à outra. De repente, é como se a Moda tivesse deixado de ser um sonho, para se tornar real. Estava ali, todos os meses, no mesmo quiosque onde comprava cromos para as muitas cadernetas que nunca completei.


Por essa altura, não havia nada (nem ninguém) acima de Tom Ford. Era a era Tom Ford no seu auge, duas vezes por temporada. Primeiro em Milão, com a Gucci, duas semanas mais tarde, em Paris, com a maison Yves Saint Laurent. A cada colecção, Tom Ford superava-se. A über sexualização das suas criações deu-lhe a fama, nada parecia ser demasiado ousado para Ford. Havia ousadia e seios desnudos, havia um cuidado nas silhuetas que prestavam tributo às formas femininas. Havia bling e acessórios vistosos, tecidos sumptuosos e modelos que transbordavam atitude. Eugenia Volodina, Frankie Rayder, Liya Kebede e Carmen Kass eram as tops de serviço, numa passada forte e rápida, mas unforgettable. 


Vozes críticas? Muitas. Entre as quais se incluía a de Pierre Bergé, companheiro de vida de Saint Laurent, que acusava Tom Ford de impregnar a casa francesa de um arrojo sem medida. Sobre a passagem de Ford pela casa francesa, diria que não foi um casamento perfeito, mas foi por certo um casamento que, num momento em que o designer norte-americano ditava o que a mulher moderna queria usar, fez (todo) o sentido. Entre os admiradores, encontram-se Carine Roitfeld e Testino, partners in crime, e um sem fim de celebridades A-List, como uma Nicole Kidman pós-Tom Cruise, e um exército de fashionistas em missão. E eu. 


Quando Tom Ford anunciou a sua retirada do cargo de director criativo da Gucci, chegava ao fim um ciclo. No desfile final, em Milão, Ford foi aplaudido de pé, por uma plateia emocionada. Estavam lá todos os nomes grandes. As modelos, que habitualmente parecem quase robóticas, choraram. E eu juntei-me a elas. Ninguém queria realmente acreditar que aquele momento havia chegado. Ford saiu no auge e essa é uma lição importante a retirar. Tom Ford é uma daquelas pessoas raras, que deixa o seu toque de Midas por onde passa. A sua primeira experiência cinematográfica foi aclamada, a linha de maquilhagem tornou-se objecto de desejo para mulheres em todo o mundo e os seus desfiles, de acesso restrito, tornaram-se o acontecimento da estação.


Gostaria, por meio de frases lógicas e perfeitamente encadeadas, explicar-vos o significado desses anos e a marca profunda que deixaram em mim. Tentei, mas sem grande sucesso, se me permitem o desabafo. Poderia ter ilustrado o post com todas as peças que me fizeram - e continuam a fazer - sonhar, mas não queria cair no facilitismo. Por isso, saiam à procura. Leiam, permitam-se a perder-se pelas colecções de Tom Ford, no STYLE.COM ou no You Tube. Mas façam-no. 


Se me permitirem mais um desabafo, falta conhecimento à nossa blogosfera. À nossa e à internacional também. Não pensem que este comentário é feito sobre um pedestal. Não é. Mas a Moda acompanha-me há tanto tempo, que dou por mim a querer defendê-la com todas as minhas forças. E se há algo que gostaria que retirassem deste post, é que o LX não é apenas uma montra e que o que nele é escrito vem do coração.

57 comments:

  1. Gostei mesmo muito deste texto. Pela coerência, pelo conhecimento e sentido crítico. Em Portugal, chama-se blog de moda a tudo, quando a maioria dos blogs são de pessoas que gostam de roupa e de sapatos, mas que não fazem a mínima ideia como é que se molda um tecido ou de onde se criam as linhas que se tornam tendência e que todos querem copiar. Criou-se uma ideia parva de que é preciso ter um rótulo de Blog de Moda de forma a ver o correio chegar a casa com uns presentinhos. Os blogs são o que são e, se não forem o genuíno do autor que o mantém, acabam por morrer. Não são raros os dias em que penso encerrar o meu espaço, mas depois lembro-me que não tenho nenhuma pretensão com aquilo, apenas partilhar coisas, até que me apeteça e vou ficando enquanto me fizer sentido.
    Enfim, já me alarguei imenso... desculpa!
    O que gosto, acima de tudo, no teu blog é da forma como és, sem pretenderes passar a imagem da outra coisa, do artificial a que muitos blogs se submetem.

    Beijinho

    ReplyDelete
    Replies
    1. A ideia é mesmo essa, ficarmos até fazer sentido, perante nós.

      Falei sobre esta questão dos blogues com uma pessoa que me disse qualquer coisa do género: "Gostas de escrever no blogue? Então se gostas, tens aí a tua resposta. Enquanto te der prazer, tem!".

      E obrigada pelo comentário!

      Delete
  2. Percebo cada palavra do que queres dizer porque, como bem sabes, também o vivi. Não nutro o fascínio e amor a essa época de Tom Ford (ou mesmo a ele) tão profundamente como tu, não se adapta ao meu estilo como ao teu. Mas estilos à parte, nutro um carinho especial pelo que se criou, pelo modo como se desenvolveu e até pela forma como terminou. Acho que partilhamos uma visão idealista de moda e, quando isso acontece, existe uma distinção porque existe uma procura de informação quase como necessidade.

    Gostaria de me expressar tão bem como tu, mas não nasci para escrever. Na minha essência correm as ideias como imagens, na tua como textos, mas sei que o "core" é o mesmo.

    Espero que todos leiam este post até ao fim, que o entendam e que percebam a pessoa e o conhecimento que está por trás de todos esses anos de procura de um sonho, um genuíno e informado love affair com moda.

    Um beijo enorme Cátia do Lx, em especial por te manteres tão fiel à Cátia do quotidiano

    ReplyDelete
    Replies
    1. First of all, SAUDADE. Com maiúsculas e no singular!

      Sabes uma coisa, estive mesmo para te linkar no post, porque se há pessoa que partilha todas estas emoções sobre Moda comigo, és tu! Lembras-te das conversas até altas horas no FB?

      Volta para LX!

      Delete
  3. Sabes que te leio do coração, sabes que és uma referencia na blogosfera que percebe realmente de moda para mim (e eu assumo a minha não compreensão de metade da realidade - jamais me encaixarei no conceito de fashion blogger), sabes que ao ler como descrevias a saída de Ford sabes que me arrepiei...
    Sou suspeita para falar bem de ti, a verdade é que sinto que entrava no teu closet e vestia-me (juro fazia isto em poucos) mas isso é sobre sensibilidade, porque sei que depois me deitava no teu sofá e te ouvia descrever cada desfile, estlista, ... e pensava "fogo, não percebo nada disto!"
    Obrigada pelo fantástico encadeamento de ideias!!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tens que ver o vídeo da colecção final! Lembro-me de estar a ver no Fashion TV a um Domingo, a chorar! LOL

      Entrar no meu closet? Eu é que entrava no teu, de olhos fechados! Agora com Marni para H&M e calções de ganha com tachas, fazia uma festa!

      Can't wait until saturday!

      Delete
  4. Passo cá varias vezes mas nunca comento, é um defeito que tenho, gosto de ler os posts mas não me apetece comentar! Mas neste post tive de o fazer, foi dos que mais gostei de ler aqui no blog. Parabéns pela escrita é maravilhosa! Só espero que toda a gente o leia :D

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh Ana Rita, tão querida! Como és capaz de reparar pelo teu, também sou uma preguiçosa de primeira para comentar! :)

      Delete
  5. Estou demasiado cansada hoje mas faço questão de comentar este post. Existem coisas que me revoltam neste pequeno "mundo da moda nosso" e acho que deveria dizer o que penso.
    Não te condeno por nada do que estejas a dizer, o dom da palavra tu tens. Mais do que muitas bloggers "de moda". No entanto, tens ainda o dom do conhecimento sobre a área que nos "movemos" e sempre te admirei por isso. Acho que a questão das bloggers de moda receberem ou não presentes, serem uma montra de publicidade ou não está na berra por estes dias. É só ver bloggers a comentar seja o que for sobre isto e a desvalorizar o conhecimento de outros! Já julguei muita gente, mas pelo simples facto de que aprendi a cuidar de mim e esquecer os outros, deixei de julgar! acho que o que falta também à blogosfera é muita humildade! humildade para reconhecer quem somos, que nos sentimos bem connosco próprios sem querer saber do resto e olharmo-nos ao espelho! tu conheces as colecções, os padrões, a história do Tom Ford .. conheces toda a linha da YSL .. nós gostamos de saber e de ler! Mas acredito piamente que a maioria dos outros blogues também são escritos de coração, também transpiram dedicação e amor e são barras nas áreas de lhes competem, outros não, há para todos os gostos! Se tu te dedicas de coração, escreves de coração, sabes do que falas, tens leitoras que te lêem e apoiam porque hás-de parar de escrever? Nem todos temos de ser bloggers profissionais mas há alguém a impor isso a alguém? Se tens plena consciência de quem tu és, do que queres fazer com o teu blogue, então fá-lo da maneira que sabes fazer sem te preocupares com o conhecimento dos outros! Percebo que queiras mostrar o teu ponto de vista mas este é o meu! Desculpa o testamento!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu adoro testamentos, Silvana! :) Ora vamos lá ver, a questão dos julgamentos passa-me um bocado ao lado, porque tenho uma visão muito natural da coisa: eu julgo e sou julgada, faz parte, é normal! Em momento algum digo que os outros blogues não são escritos de coração, não transpiram dedicação e amor. Embora as ideias estejam no mesmo parágrafo, não existe relação de consequência entre elas. Faço uma afirmação ao dizer que falta conhecimento e mantenho a minha posição. Agora, quando digo que o LX é escrito de coração, falo do meu coração, não falo comparativamente "a". Entusiasmo e coração há em todos os blogues, afinal quem é que se dá ao trabalho de fazer posts apenas pela vontade de partilhar e mandar algo cá para fora? Os blogues começam assim.

      Quanto à humildade, aí também me estás a julgar e eu podia vir para aqui dizer "ora então estás a dizer que me falta humildade". Mas não. Ter um blogue é isso mesmo. Ponho-me a jeito :)

      Beijinho e deixa lá, eu também estou de rastos. Cansadíssima mesmo!

      Delete
    2. Este comentário foi feito aqui porque falaste sobre o assunto. No entanto, a questão da humildade nem é muito direccionada a ti porque tu sabes do que falas, apresentas um blogue coerente e defendes o conhecimento que tens. O meu comentário foi aqui deixado também um pouco como um desabafo do que vejo e tenho lido por aí. Sabes que sempre babei sobre os teus textos e a maneira como escreves. No entanto, li hoje, por acaso, um testemunho deste tipo de outra blogger em que a frase "falta de humildade" está bastante presente. E não estou a julgar, não estou a emitir um juízo, é um facto, verifica-se! Posso estar errada e posso estar MESMO a julgar. Seja, shame on me! Em relação aos outros blogues serem escritos com amor ou não, pronto, se não te quiseste comparar ainda bem peço desculpa se assim o entendi. Continua a escrever os teus posts inteligentes que eu tanto gosto de ler! Beijinho

      Delete
    3. A falar é que "a gente" se entende, porque eu agora entendi na perfeição o que quiseste dizer! Nós somos seres "julgadores" e se não fossemos é que haveria algo de errado!

      Beijinho!

      Delete
    4. Concentraste-te na parte do julgamento, deixa isso! Não é isso que importa :) A verdade é que temos de saber olhar um pouco mais para nós e para o que valemos. Se fizesses esse exercício nunca pensarias em encerrar o blogue, adoramos ler-te e o teu conhecimento é prova disso. BTW adorei quando disseste que por vezes dás por ti a querer defender a moda com todas as tuas forças. Fizeste-me lembrar a Anna Dello Russo no vídeo sobre a sua colecção de acessórios para a H&M que saiu hoje quando ela diz que é uma enciclopédia, uma biblioteca da moda e que acredita que a sua função é proteger a moda com todas as suas forças! Acho bonito :)

      Beijinho

      Delete
  6. Antes de mais: por favor não deixe de escrever neste blog! Antes pelo contrário, escreva com mais frequência, se possível! Os seus posts são uma lufada de elegância, profissionalismo, conhecimento e respeito pela moda, como indústria e como arte.

    No que respeita a este post em particular.. Oh o Sr. Tom Ford e a era Gucci/YSL! O corte perfeito dos blazers, o decote colado ao corpo, os tons de gemas..e as colecções actuais e a delicadeza do seu primeiro filme..este senhor ficará para sempre na história da moda como um dos grandes.

    Gostei muito de ler, Cátia. Como sempre.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Muito obrigada pelo comentário. Ao lê-lo percebi que me esqueci de mencionar uma série de coisas, como os tons de gemas, a sumptuosidade dos materiais, o corte perfeito das peças... e ficávamos aqui a noite toda a falar da era Tom Ford, na Gucci e em Saint Laurent, apesar de achar que Tom Ford é Gucci.

      Ele é realmente uma pessoa com o dom da perfeição e um dos grandes nomes numa indústria de avança à velocidade da luz.

      Mais uma vez, obrigada pelo comentário.

      (não me trate por você).

      Delete
  7. adoro e leio estes teus posts com ainda mais vontade do que os que têm imagens. sou uma amante de moda desde que me lembro só porque... sim! nunca insisti muito no assunto, a minha area técnica, por assim dizer, é o design gráfico, mas com esse eu já lido todos os dias! secalhar por isso é que gosto tanto de partilhar as minhas ideias especialmente em termos de moda, que sempre considerei como uma muito grande forma de expressão e arte, como o meu querido design gráfico. agora, o que me faz sentir bem, como se estivesse a sair de uma aula, é ler estes posts em que aprendo. adoro ver também os gostos pessoais de cada um, mas devo dizer-te que tenho um respeito imenso por ti e pelo teu knowledge. (confesso que também adoro que sejas uma "moça do rap" por razões óbvias :P) maaaas isto tudo para dizer: continua e ensinar-nos! eu pessoalmente, adoro! e colectivamente, acho que todos precisamos :) e hey... qualquer artigo teu: tão melhor que qualquer publicação de moda tuga. you go girl! quando quiseres escrever uma, eu faço a paginação!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Moça do rap, eu? Tu é que és uma verdadeira MOÇA DO RAP (com maiúscula, porque hoje está a dar-me para isto)!

      Eu não sabia que a tua área era o design gráfico, mas já desconfiava que tinha alguma coisa a ver com isso, porque nota-se perfeitamente. Engraçado como os blogues reflectem tanto de nós.

      Olha que isso da paginação era capaz de dar jeito!

      Delete
    2. ihihihi! é verdade sim! :)
      e quanto à paginação, i'm your girl!

      Delete
  8. Não digo que o LX seja propriamente um blog do meu género, e com isto quero dizer, um blog que esteja de acordo com os meus gostos e preferencias, o que em parte se deve ao facto de ser jovem e o LX ser tão maduro e "composto". Mas a tua simplicidade, a maneira como escreves e expoes as tuas ideias e paixoes, o facto de defenderes o nao materialismo deste meio, e a tua paixao e conhecimento pela e da moda é o que me faz "correr" aqui quando há post novo. É deliciante ler os teus posts e além de mais é super querida! Acho que deves continuar, como és e tambem o blog!
    Depois disto tenho uma imensa vontade de ir pesquisar e conhecer Tom Ford melhor!

    ReplyDelete
  9. Mafalda, vou-te dizer uma coisa, gostei muito do momento de sinceridade. Eu nunca pensei muito em adjectivos, mas maduro e composto é uma excelente descrição. De repente, fizeste-me lembrar da minha crise de idade! LOL

    Sim, pesquisa! As imagens do STYLE são más, sobretudo as mais antigas (e acho que só têm a partir de 2000), porque a resolução não é famosa. Mas há vídeos e tudo mais!

    Beijinho.

    ReplyDelete
    Replies
    1. crise de idade?? eu sabia que eras novinha, mas fui confirmar ao facebook, 24 anos!! tão novinha! 24 é a idade perfeita, crise de idade é aos 40! (:
      beijinhos*

      Delete
    2. Mafalda, agora é que a crise de idade me atacou de vez! Ainda não fiz os 24... só lá para Setembro!

      Delete
  10. Admito. Sou super preguiçosa para comentar blogs. Só o faço quando sinto que merece o meu tempo.

    Gostei imenso do que escreveste, da forma como o escreveste (tens imenso jeito!) e compreendo perfeitamente o que pretendes transmitir. É bastante diferente ter um blog sobree moda ou ter um blog baseado no facto de que se gosta de comprar roupa, if u know what i mean.
    POR FAVOR, não deixes de escrever para o LX. Sigo-te há imenso tempo estás sem dúvida no meu top 5 de blogs nacionais, profissional ou não, please please, não desanimes! :)

    beijinhos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Marta, também sou do mais preguiçosa que há para comentar!

      Quanto aos blogues de moda, penso que há de tudo, para todos os gostos. O que não é necessariamente mau!

      E não, não vou deixar de escrever no LX. Pelo menos, por agora :)

      Delete
  11. Querida Cátia! Permite-me que te trate assim. Gosto sempre muito de ter ler, apesar de teres um estilo diferente e algumas ideias diferentes das minhas. Costumo acompanhar silenciosamente os teus posts e considero-te uma blogger muito coerente, assertiva e emocional naquilo que transmites. E isso pouca gente se pode gabar de o ser. Acho que cultivas este blog com grande elegância como se fosses uma bailarina que dança muito suavemente em bicos de pés, mas com grande destreza de movimentos. No teu caso, os assuntos fluem com grande mérito e a tua escrita espelha aquilo que tu és e fazes.O modo como transmites as coisas, dá a sensação de também nós as estarmos a tocar deste lado. Poucos conseguem transmitir-se tão bem como tu o fazes. Beijinho

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ana, que belo comentário. Eu não sei se sou a bailarina que descreves, mas se essa sensação que referes é sentida, então é um grande elogio, sobretudo para quem estudou Jornalismo.

      Muito obrigada.

      Delete
  12. Aproveitando o comentário da Mafalda, talvez seja por isso que eu, com 32 anos, chego aqui e não me sinto a ler o blogue de uma miúda :)! Já escrevi aqui algumas vezes que o teu blog é dos poucos que leio e gosto em Portugal.
    Acho que as pessoas confundem conceitos: gostar de roupa não é perceber de moda. Quase todas gostamos de roupas, sapatos, acessórios, mas isso não nos torna especialistas na área. Daí tanta intolerância com os estilos alheios, tanta dificuldade em falar em mais o que quer que seja além de compras... Quando vejo um blog de moda ou estilo pessoal, procuro inspiração, diversidade... Mas o que vejo em grande parte deles é mais do mesmo: extensos e constantes posts publicitários, sendo que alguns nem ressaltam o facto do mesmo post ser exactamente publicitário e não uma opinião pessoal. Por outro lado, há também uma grande falta de consistência, por lacunas de conhecimento, falta de estilo definido ou apenas por insegurança de quem escreve: as inspirações tornam-se imitações e é ler alguém a dizer uma coisa hoje e o seu contrário amanhã.
    Gosto muito de moda, sobretudo do ponto de vista sociológico. Gosto de perceber como as coisas se ligam e desfazer nós. Não resisti a fazer um curso de styling há uns anos. Nunca trabalhei em moda, nem nunca tentei trabalhar, não tenho um blogue e, na maioria das vezes, guardo as minhas reflexões para mim. Resumindo, não acabes com o blogue :)!

    bjinhos
    Tânia R

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tânia, se há batalha pela qual o LX dá a cara, é por tentar provar que a Moda é mais do que roupa. Claro que a roupa é o seu veículo e expressão material, mas há mais. Há inspirações, há história, há sociologia... há tanto para lá de uma ida às compras.

      O que eu penso que se passa na blogosfera é que se deu um BOOM. De repente, as marcas perceberam o potencial da coisa e, em vez de fazerem uma selecção dos canais onde comunicar, optam por comunicar com todos, da mesma forma, quando o caminho deveria ser uma comunicação diferenciada.

      Fizeste um curso de styling? Onde?

      Beijinhos.

      Delete
  13. Fiz questão de colocar um link no meu blog!! Peço desculpa pelo "assalto" mas há textos que devem ser lidos! Isto sim é falar de moda!!

    A ideia de acabar com o meu blog também está muitas vezes presente... mas lá está EU gosto de ter aquele cantio, só meu, independentemente do número de comentários e do número de visitas!!

    Beijos e parabéns!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Não tem mal nenhum, até fico um pouco vaidosa!

      A questão é mesmo essa, manter enquanto der prazer, enquanto for um escape e não uma obrigação. :)

      Delete
  14. Resta-me agradecer-te por este post!
    Escrito de forma excelente -não fosses tu jornalista-, com muita cultura e saber pelo meio, um desabafo que dá realmente gosto ler e é bom ver que há pessoas como tu na "blogosfera", alguém que escreve moda com essa paixão e conteúdo!
    Gostei mesmo muito de ler este post. Se o teu blog diz muito sobre ti, este texto diz outro tanto e é sempre bom conhecer-te um pouco melhor!
    Eu já sou da "geração" em que a Vogue já existia e quase sempre pude lê-la!
    Acho que Tom Ford nasceu para revitalizar tudo onde põe as mãos (ahah)! O trabalho dele na Gucci foi louvável, mas foi na Yves Saint Laurent que eu acompanhei mais a evolução e fiquei realmente fã!
    Acho que num blogue onde se fala maioritariamente de moda, teres falado desta forma do Tom Ford é realmente louvável :)

    beijinho Cátia

    ReplyDelete
    Replies
    1. Helena, quem tem que agradecer sou eu, por este comentário! Os nossos blogues dizem sempre algo sobre nós e isso é tão engraçado de perceber. É uma das coisas que mais gosto no mundo dos blogues e é por isso que quando nos conhecemos entre bloggers não partimos da estaca zero.

      O Tom Ford é um ícone. Como digo no post, não acho que o casamento com a YSL tenha sido perfeito, não pela minha óptica pessoal (eu gosto das colecções), mas por sexualizarem muito a marca.

      Beijinho.

      Delete
  15. É por referências como tu que eu não desisto do blogue: porque há pessoas como tu que queriam A diferença, adicionam valor e paixão em cada palavra que escrevem e se tornam autênticas fontes de saber e amor por esta área, tornando-se uma autêntica referência para mim!! Obrigada!! =)

    Btw..esqueci-me do principal: Parabéns pelo post!! =)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Maria, muito obrigada por estas palavras! Agora uma referência? Não, nada disso :)

      Delete
  16. Nem precisavas de escrever tão bem e tão bem sobre moda (e "bem", entenda-se, significa também com conhecimento) para se perceber, a cada post, que te inseres claramente no grupo de bloggers que sabe do que fala e que VIVE a moda. És sublime, mas concisa. E tens um bom gosto infindável... com "escola". You're not a victim, ao contrário da grande maioria. Por isso gosto tanto tanto do "meu" LX!

    Além disso, é muito interessante ler sobre a tua perspectiva sobre um período que, por diversos motivos, me passou mais ao lado. Eu ainda sou do tempo em que apareceu a Kate Moss, vista por muitos na altura do seu surgimento como uma "adolescente esquelética", "sem graça" que jamais faria frente a Schiffer e Ca..
    Ou seja, tenho aprendido contigo! E isso é extremamente gratificante. Obrigada!

    Quanto a rótulos sobre bloggers sou muito liberal. Cada um posta o que quer porque cada um também só lê o que quer. Como na TV, eu posso ESCOLHER o que quero ver... e facilmente mudo de canal. Todos somos livres para o fazer, right?

    Beijinho grande e obrigada, mais uma vez!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Não coloque "meu" entre aspas. O LX é teu e de quem o queira!

      Eu lembro-me de quando a Kate surgiu. Lembro-me da polémica em torno das célebres campanhas Calvin Klein. Ela representa, sem dúvida, um momento de viragem e que, embora não tão extrema, se perpetua até hoje.

      Quanto aos blogues, também sou liberal. O que escrevo no post é o meu sentido crítico e a minha incapacidade para controlar as minhas opiniões a vir ao de cima. Não é um ataque, nem é uma tentativa de diferenciação, pelo menos não é intencional.

      Delete
  17. Ao ler os comentários anteriores, dou conta que sou de longe das mais velhas das tuas leitoras ;) Leitora assídua, aliás! O porquê de gostar tanto de vir aqui? Demonstras uma maturidade e conhecimento fora do comum para alguém tão novo como tu. Sim, és novíssima!! :) As tuas preferências também ajudam, pois já percebi que as partilhamos. escreves maravilhosamente bem. Escrita simples, assertiva e com muito conteúdo. Confesso que admiro-te por teres coragem de mostrar aqui os teus conhecimentos sobre moda. Pode parecer estranho, mas falta-me confiança para fazer o mesmo... Porque, acredita estás a falar também, para pessoas que conhecem o que referes. Obrigada Cátia por continuares com LX!! :)

    bjs**

    ReplyDelete
    Replies
    1. Isabel, mas que idade tens tu? Não se pergunta a idade a uma senhora, mas deixaste-me curiosa porque já não é a primeira vez que o referes.

      Partilha essas coisas connosco! Escrever faz bem! A minha professora de Português A do secundário costumava dizer-me que a minha escrita era básica. Lembro-me de ficar tão irritada. Mas depois, com a faculdade, acho que o que ela achava "básico" até me dava um certo jeito. Por isso, escreve e partilha porque eu estarei aqui para ler!

      Delete
    2. Querida, tenho 38! :)) Obrigada pelo incentivo!! Mas tu é que não podes acabar com LX, livra-te! ♥

      Delete
  18. encontrei vídeos TOM FORD-SPECIAL, do Fashion TV, vou começar por aí.
    quanto ao blogue, sabes que te acho a maior - embora ande aí uma "rapariga Chic" que tb me enche as medidas. o resto é paisagem.

    eu ando numa fase em que estou um pouco desanimada com "esta coisa da blogosfera"... sinto necessidade de um make-over porque a vontade de parar é, nesta altura, mais que muita... melhores dias virão.

    tu tens de ficar por aí... or else!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Essa "rapariga Chic" vale muito as visitas! Eu digo-lhe sempre que, se ela pudesse ou quisesse mostrar a cara ia ser uma grande sensação da blogosfera (e já é), por isso não me sinto nada trocada!

      No outro dia li, num blogue qualquer internacional (acho eu) uma blogger dizer que enquanto a imagem do blogue não estava como ela queria, não sentia vontade de escrever nada. E identifiquei-me, porque eu também sou assim. Quando começo a não ter vontade, mudo qualquer coisa. Faz isso :)

      Estás a ver os vídeos? Ando com vontade de revê-los!

      Delete
  19. Cátia... estou a ver os tais vídeos! recordei (perfeitamente) o da Gucci, back in 1995... acho que tinha um recorte com a Kate e a Helena e aqueles decotes"zões"... uau

    ReplyDelete
  20. É por isto que o teu blog se mantém sempre clean e sofisticado!!!Obrigado Cátia...obrigado pelo bom gosto, bom texto, por tudo...
    É por isto que nunca me canso de ler o Lx...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Joana, vocês dão cabo de mim com tantos elogios!

      É bom que não te canses!

      Delete
  21. O teu blogue é uma referência, e sinceramente não conheço outro em que se aborde a moda como tu o fazes. Como já disse várias vezes, tu sabes realmente do que falas, e não sei como ainda não te "raptaram" para trabalhar numa publicação da área. Os teus textos são excelentes, parabéns:) bj!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh Rita, eles que me raptem à vontade! Teria muito gosto.

      Fiz um comentário no post em que falas da Teint Idole Ultra, mas ontem passei por lá e não o vi! Que estranho!

      Delete
    2. eu li o comentário e publiquei...tenho de verificar se lá está! bj

      Delete
  22. Cátia, NEM PENSES em acabar com o Lx! "Isto" sim é um blog à séria. Com conteúdo. Com cérebro, coração e alma! Eu sempre gostei de moda, pesquisava sobre moda desde os tempos do meu primeiro pc e de descoberta da internet. Sempre que ia à Corunha visitar a minha madrinha vinha de lá apetrechada de revistas. Para educação visual sempre que podiamos fazer trabalhos livres lá vinham as minhas bonequinhas manequins que toda a gente achava piada, vestidas de farrapada. MAS a tua paixão por Moda é inata. É de outro nível, outro patamar. É daquelas coisas que dá gosto ver e ler. Porque nisto dos blogs, modas e em tudo na vida não basta dizer que se é, tem de se mostrar. Mas mostrar com garra. E nisso o teu blog bate muitos supostos 'blogs de moda', de longe! Os outros mostram aquilo que eu costumo chamar de "muita parra, pouca uva", areia para os olhos.

    E este teu texto? Que maravilha de se ler! Fizeste muito bem em não colocar imagens. Já me vou encarregar de pesquisar esses momentos.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Joana, que comentário! Nem sei que te diga. Raramente fico sem reacção, mas tu conseguiste essa proeza!

      Engraçado, também fazia sempre trabalhos sobre Moda. Nas aulas de Francês então, os meus trabalhos eram sempre sobre Moda e, como tinha a sorte de ter uma professora Belga cheia de estilo e com uma farta cabeleira ruiva, fui sempre incentivada!

      Pesquisa!!

      Delete
  23. Olá! Eu sou uma leitora 'ávida' desses supostos 'blogs de moda' e deixa-me que te diga que são uma das razões para eu própria não criar o meu.. adoro Moda, desde sempre, aliás acho que posso dizer que não há área que eu goste mais que a Moda (e estou a tirar um curso de Relações Internacionais, é um desconsolo). Mas há que dizer que a blogosfera portuguesa está completamente saturada, em parte devido ao exagero das marcas em inundarem as bloggers de presentinhos.. isso tornou-se atractivo e já cheguei ao cúmulo de ver miúdas na página de FB da Benefit a dizer que têm blogs e a perguntar se podem ter parcerias com a marca.. I mean..seriously??? Adorava ter o meu espacinho, mas não quero ser mais uma, por isso por enquanto sou mais observadora. Isto tudo para te dizer que o teu blog é um dos que mais gosto, não só porque adoro o teu estilo (também comprei o grey tank da HM Trend e adoro!!) mas porque me parece dos mais coerentes e interessantes, com conteúdo. Há um grupinho de blogs que vejo todos os dias para espreitar se há actualizações, porque gosto mesmo dos posts, o teu é um deles. Muitos parabéns, continua! Inês

    ReplyDelete
    Replies
    1. Inês, estudante de Relações Internacionais? A sério? Quase tirava a minha licenciatura em R.I. Era a minha terceira opção na ficha de candidaturas e, uma semana depois de estar em Ciências da Comunicação, deu-me uma vontade louca de mudar para R.I. Fui a uma ou duas aulas, falei com o professor responsável pelo curso e tudo. No final, acabei por ficar em C.C. Não me arrependo, mas sei que um dia terei que tirar uma pós-graduação ou qualquer coisa em R.I.

      A blogosfera portuguesa teve um boom muito grande no último ano e meio. De repente, as marcas despertaram para o fenómeno dos blogues e, a meu ver, a maioria fê-lo pelo critério da quantidade e não qualidade. E quando digo isto, digo que as marcas deveriam analisar perfeitamente qual o seu target, qual o tipo de discursividade que melhor se adapta à sua marca. Em vez de convidar 20 bloggers, deveria convidar 3 ou 4, que fossem verdadeiramente apaixonadas pela marca.

      Quanto ao exemplo da Benefit, posso dizer-te que nunca contactei nenhuma marca. "No meu tempo", não me passava pela cabeça sequer que as marcas, em Portugal, comunicassem através dos blogues. Hoje, isso tornou-se regra e, muito honestamente, acho que hoje os blogues não são criados com a ingenuidade de outrora. A comunicação nos blogues é interessante por ser uma comunicação pessoal, quando começa a perder esse sentido, torna-se "igual" a uma página de uma revista, para a qual olhamos durante 1 segundo e viramos a página.

      Compraste o tank da H&M Trend? É o máximo. Não sei o que seria de mim sem a H&M Trend!

      Beijinho e boa sorte com a licenciatura.

      Delete
  24. Nem imaginas como fiquei contente por receber um comentário teu :)
    És das bloggers que mais gosto de visitar, faço um cházinho que bebo enquanrto leio e sorrio com o que escreves, é quase como uma visita de amigas...
    Eu sempre cresci fascinada por moda e muitas são as revistas de outros tempos que guardo e cadernos com recortes e anotações. Por achar que uma carreira na moda não fazia sentido (sobretudo no Algarve) acabou por ficar para depois... Muito depois.
    Fiz faculdade num curso que em nada tem a ver com moda mas o gosto pelas revistas, desfiles e conversas com amigas para discutir moda sempre estiveram presentes.
    E foi preciso ter quase 27 anos para (e depois de passar horas e horas a namorar blogs) me decidir a criar um blog, ainda mais quando (pelo menos por aqui) dizer-se que se tem um blog aos outros lhes soa a "coisa ridicula"... Fui-me aguentando segurando e um dia pensei... porque não?? Se me der prazer porque não?
    Depois de mim algumas amigas seguiram o exemplo e tal como eu dizem que não sabem viver sem a blogosfera, seja para postar ou apenas absorver informação.
    Todos os dias surgem blogs novos mas é engraçado que de todos os que surgiram ao mesmo tempo que o meu (sensivelmente) sobram apenas alguns... É preciso gostar, empenhar-se e divertir-se muito para se aguentar por cá e tirar prazer disto.

    O LX é para mim um blog de referência não podes acabar com ele! É o teu bebé ;)

    Beijinhos ♥ e bom fim de semana

    ReplyDelete
  25. Acabar com este blog seria acabar com aquilo que de melhor se faz nos blogues portugueses. Ainda hoje comentava com a At, cada vez menos há blogues portugueses que me entusiasmam, que me causam algum tipo de sentimento, não porque não haja qualidade mas porque estamos todos ainda muito ao mesmo nível, não existe grandes diferenças, há muitos a falar nas mesmas coisas e isso causa-me algum tipo de aborrecimento. Preciso de lufadas de ar fresco, de ler coisas que me incentivem, que me façam querer aquele batom porque o review é mtmt bom, que me façam pensar, que me façam ir pesquisar e também é claro, querer ser melhor naquilo que vou fazendo lá pelo blog. Como há poucos que ainda me conseguem fazer palpitar também são poucos aqueles que têm o dom da palavra e tu com este post, completamente clean, sem uma única imagem disseste muito mais que aquilo que se lê... aqui o lx para além de state of fashion é made with the heart!

    ReplyDelete
  26. Cátia, antes de mais parabéns pelo teu blog. O que eu gosto nele é a tua visão do que é realmente a moda com um conceito mais vanguardista.
    A maior parte dos blogs portugueses não nos transmitem esse ‘cunho’ e torna-se extremamente aborrecido ver em grande parte das páginas os mesmos estilos, peças que são adquiridas porque apareceu no blog X, cortes de cabelo que se fazem porque outra blogger internacional tem, então a mala Willis Bag da Coach … que exagero! Mas é isso que ‘ vende ‘…

    Seja como for, não deixes de escrever o teu blog nem te deixes desanimar !

    Um grande beijinho !

    XX

    Joana

    http://remodelista-lx.blogspot.co.uk

    ReplyDelete
  27. nunca perdi tanto tempo a ler um post como perdi hoje.. aqui e agora memso. parabéns pelo teu blogue e dedicação. Já o conhecia mas como deves ter reparado recentemente deu-me vontade e motivação para te vir aqui visitar e ler os teus pensamentos. Já pensei e tenho a mesma ideia do que sentes. Força continua. Parabéns e tens imenso talento.

    ReplyDelete