Thursday, March 22, 2012

ALL BLACK EVERYTHING.

First row (from left to right): VIKTOR & ROLF | LANVIN | PRABAL GURUNG
Second row (from left to right): GARETH PUGH | ALEXANDER WANG | GIVENCHY

Diz-se do preto que condensa em si a soma de todas as outras cores e que, quando uma colecção Dolce & Gabbana se apresenta de negro, é mais Dominico do que Stefano. E, na temporada Fall 2012, a icónica marca italiana não poderia ser mais Dominico. Mas não foi caso único. 


Na maison francesa Givenchy, Tisci mostrou-se influenciado pelas formas equestres. Numa passerelle sombria, cavaleiras góticas desfilaram. Uns toques de vermelho e verde aqui e ali, mas all black everything foi o motto. O mesmo seguido por Alexander Wang, o miúdo prodígio da coolness made in USA, que trouxe de volta Giselle Bundchen, Carmen Kass, Frankie Rayder, Karolina Kurkova e Shalom Harlow. Mas nem a presença de um cast de luxo retirou a atenção de uma colecção marcada pelo corte exímio dos casacos em pele e pela riqueza dos materiais escolhidos, que incluíam as infames turtlenecks numa sui generis rede, que assim de repente me parece que vão ser replicadas até à exaustão pela máquina da fast-fashion. Prabal Gurung, outro protegido de Wintour e cia., confessou ter enfrentado um duelo entre darkness and light, mas foi nas trevas que a colecção se apresentou mais polida. Para os mais resistentes ao look preto total, o segredo está no jogo de texturas, ora com detalhes em pêlo, como em Lanvin e Viktor & Rolf (ok, fiz batota, o look não é integralmente em preto, mas a composição da foto é perfeita), ou dentro do mesmo material, como fez Gareth Pugh, ele que é mestre no uso do preto nas suas colecções.


A minha afectação pelo preto não é de hoje, mas não é de sempre. Foi crescendo em mim e veio com a maturidade. No fundo, sempre vi o preto como a cor das pessoas crescidas. E eu cresci.


ph // ELLE.com

20 comments:

  1. O preto ja e a minha ha alguns anos,mas eu tambem ja sou crescida assim ha alguns aninhos :p

    xx
    Luciana

    ReplyDelete
  2. eu 'cresci' então tinha 13 anos, nã fui punk mas passei por viuva. sinto que amadureci quando soube comprar mais que preto mas nã fugindo de mim. ou seja, branco e cinza, quase-que :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Aos 13 anos já usavas preto, Cenoura? Olha que eu só comecei aí aos 20! Vá, o meu vestido de finalistas era preto, mas aquilo foi ocasião única!

      Delete
    2. preto e denim era o mê fá-treino.

      Delete
  3. Gosto deste post. Apesar de não estar nada por dentro dos meandros destas coisas.

    "OMG! It's Frankie Rayder!"... pensei quando vi fotos do desfile do Wang. Mas de facto tens razão... é preciso a colecção estar mesmo muito boa para não ser ultrapassada pelas figuras tão marcantes que desfilaram...

    *

    ReplyDelete
    Replies
    1. Adorava a Frankie Rayder, a Carmen Kass... só faltou mesmo a Eugenia Volodina! Mesmo olhando para a Giselle, o meu olhar vai para a peça e não para ela!

      Delete
  4. eu usei all black durante os primeiros anos da faculdade. (era artista lol)

    agora, bem mais crescida que tu (espera até chegares aos 30), a cor continua a "puxar-me" dentro de uma loja mas já não no modo integral porque faz-me sentir demasiado... crescida ;)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Chegar aos 30? Eu nem consigo imaginar os 24, quanto mais!

      Delete
    2. ok agora fizeste-me sentir MESMO velha ;)

      Delete
  5. Fui como a Cenoura, aos 15 andava de preto da cabeça aos pés (excepto o cabelo, que é castanho). A minha mãe afligia-se sempre que eu tinha de comprar roupa nova porque era SEMPRE o preto que eu escolhia como cor. As minhas gavetas pareciam estar em LUTO TOTAL! Depois a panca passou e comecei a introduzir vermelho, branco e roxo... Hoje em dia já uso tudo o que é cor mas continua com uma predilecção com o preto que, juntamente com o rosa, faz parte do meu duo de cores favoritas. Em caso de dúvida escolho SEMPRE preto! Por isso, é claro que fiquei contente por ver que a próxima estação Fall/Winter vai estar repleta de peças com esta cor :)

    ReplyDelete
  6. ALL BLACK EVERYTHING nigga you know my fresh code!
    http://www.youtube.com/watch?v=3yn5qj1pCj4

    na música e no armário! estou contigo :)

    ReplyDelete
  7. Clap, clap, clap
    Sabes que adoro preto, sei que sempre vesti preto (mm que tenha fases colour), tenho a certeza que um dia vestirei preto a um bebe (mesmo), mas fora isso sei que adoro os teus posts porque o conteúdo é incrivelmente bem escrito e pensado (e isso falta tanto por aí)! Mas vá isso já tu sabes ;)

    ReplyDelete
  8. Sempre que leio os teus textos fico "wow"!! A sério adoro ler o que escreves, espero que num futuro próximo tenhas a oportunidade de escrever para uma revista :)

    Adoro preto, é a minha cor favorita sem dúvida. Já uso há muitos anos mas ultimamente o meu "amor" por ela tem-se intensificado! Por muito que digam que pareço que vou para um funeral... i don´t care! E ando com vontade de pintar o cabelo de preto, quem sabe :)

    beijinhos *

    ReplyDelete
  9. tou sp a fugir do preto mas depois qd chega a hora da verdd...raios!

    ReplyDelete
  10. 1º texto muito muito bom;
    2º o preto faz parte de mim, gosto de looks full black, bem estruturados e nada boring, gosto daquilo que o preto me trás, maturidade, o preto faz me sentir bem comigo ou melhor sinto-me mesmo na minha pele quando o visto porque é sem dúvida a minha zona de conforto, o meu intemporal!

    ReplyDelete
  11. adoro preto e hoje em dia é-me super difícil fugir desta cor!

    ReplyDelete
  12. eu e o preto...lol até entrar na faculdade, eu era aquela miúda que nunca usava preto (mas nunca mesmo lol) e adorava usar rosinha (oh jesus, q pita parola lol)...depois thank god, essa fase má passou :P e agora, tantas vezes uso preto integral só com um lenço ou uma mala gira para dar cor...e adoro! (ah, e não podia esquecer, o preto é o meu melhor amigo nos dias em que me sinto a Popota lol).

    beijinhos*** (ainda ñ t disse, mas adoro o novo visual do Lx, é literalmente...a tua cara :P)

    ReplyDelete