Saturday, October 01, 2011

I COULD LIVE, DIE AND HAVE FUN IN BETWEEN IN BALENCIAGA.


Conhecem a expressão «It's that time of the year»? Por certo já esbarraram nela nas últimas semanas num qualquer blogue. Mas guess what? É realmente essa altura do ano. Depois do sportwear urbano de Wang, da etnicidade da inglesa Burberry e dos cadillac Prada que se perfilam já como as novas andorinhas, chegou aquela que é, por excelência, a semana da Moda. 

A união Balenciaga plus Nicolas Ghesquière mantém-se como uma das mais felizes do mundo da Moda - Céline plus Phoebe Philo e Givenchy plus Riccardo Tisci são outros exemplos igualmente bem sucedidos - o mesmo não se pode dizer da maison Balmain que, unfortunately, apostou numa estética de continuidade já saturada. Mas voltando a Balenciaga, e roçando um pouco a brejeirice, Ghesquière não dá hipótese

Provavelmente muitos de vós desconhecem esse facto mas Cristóbal Balenciaga é uma das minhas referências máximas quando se trata de criadores clássicos. Balenciaga fez da severidade do corte e da predilecção por volumes os seus traços distintivos, aproximando definitivamente a Moda à Arte. O título de «arquitecto da Moda» serve-lhe na perfeição, uma arquitectura que Ghèsquierre recupera desfile após desfile, revestindo-a de modernidade.


Ombros oversized e some hot pants, numa combinação futurista do infame colourblocking, can it get any better than that?



8 comments:

  1. O que gosto mesmo, mesmo da Balenciaga são as malas :)

    ReplyDelete
  2. Love it!

    Os últimos dois looks mataram-me.. Objecto de desejo!!!

    Beijinho,
    sara

    ReplyDelete
  3. Estou em êxtase. Definitivamente!

    ,)

    Carmen

    ReplyDelete
  4. Nada mais futurista mas perfeito para sempre que Balenciaga.
    *

    ReplyDelete
  5. Oh Gosh, some hot pants seriously! adorei as calças, gorgeous :-) bjo**

    ReplyDelete
  6. adorei Balenciaga mas mais do que isso adorei Balmain :) não desilude, já Isabel Marant este ano deixou-me dividida e costumo amar!

    ReplyDelete
  7. As linhas mestres de D. Balenciaga estão e cm referes e muito bem " severidade do corte e da predilecção por volumes" foi uma colecção em que Ghesquière foi buscar a essência dos arquivos e lançar uma colecção pret-a-porter com linhas muito Haute ao qual consegui e muito bem. Fez um bom trabalho!! Qt a Balmain, não compreendo cm ainda alguem gosta daquilo... é sempre igual, um disco riscado... muito riscado!!
    xoxo JoID

    ReplyDelete