Thursday, May 12, 2011

BETWEEN COCO AND KARL ALWAYS BLAKE.

Dear Leonard. To look life in the face, always, to look life in the face and to know it for what it is. At last to know it, to love it for what it is, and then, to put it away. Leonard, always the years between us, always the years. Always the love. Always the hours. 

A passagem tem pouca relevância para o post. Na verdade, não tem nenhuma. Mas constitui um momento marcante no filme «As Horas», uma adaptação do romance de Michael Cunningham, e um dos meus filmes preferidos. Valeu a Nicole Kidman o merecido Óscar e relembrou-nos a todos o quão genial foi Virginia Woolf. 

Literature and movies aside, também a Moda parece estar condenada a romances tão inusitados quanto trágicos. Karl Lagerfeld, o Kaiser, e a Gossip Girl Blake Lively são um desses romances difíceis de explicar. Blake é a típica american woman: alta, californiana e com um sexy blond hair. Facto número 1: parece que agora está ruiva. Facto número 2: that ain't Chanel material!




That's the Versace girl! Bombshell, bold colours, thigh high split and va-va-va-VOOM! Explicações possíveis? Well, ou o Kaiser está senil, o que é perfeitamente plausível tendo em conta que é responsável pelas colecções Chanel, Karl Lagerfeld e Fendi e agora tem a mania que é cineasta; ou então isto é uma resposta aos preços ultrajantes das clássicas malas Chanel.

Qualquer que seja a razão, ver Blake lado-a-lado com as restantes embaixadoras da marca - Paradis, Delevigne ou Poesy - constitui uma heresia tão grave como aquela que foi proferida por John Galliano. E atenção, he was DRUNK! Chanel é sinónimo de allure, de elegância, sofisticação e compostura. E nenhuma destas palavras descreve Blake Lively. It's just sad! Se têm dúvidas...



Blake Lively é uma bombshell. Period. O que ela faz, ainda que inconscientemente, é über sexualizar tudo o que veste e essa não é, tão simplesmente, a linguagem da casa Chanel. E sim, os calções da Poppy Delevigne são mais curtos do que a saia da Blake, mas sabem aquele tipo de pessoas effortlessly cool? Poppy is that kind of girl. Até Rachel Bilson, a companheira de séries juvenis, seria uma escolha mais apropriada. E alguém me explica como se é amiga de Christian Louboutin e se escolhe sempre o pior par de sapatos possível? Porque hei-de estar surpreendida quando o par de Louboutins mais horrendo ao cimo da Terra foi inspirado pela própria Blake?!


Claro que existem casamentos felizes no mundo da Moda. Mas isso fica para outro post.


17 comments:

  1. Finalmenteeeee!! Alguém com a minha opinião! Pelo menos, do que li, acho que muita gente gostou da parceria mas eu não gostei nem um bocadinho. Não tem nada a ver!! É como dizes, a Blake é bombshell. Só. Não tem aquele toque necessário para vestir tão bem Chanel como qualquer uma das outras que puseste! Já estive quase para falar disto, mas tu fizeste-o bem melhor! :)

    ReplyDelete
  2. Agree... A sua companheira de série seria mais na minha opiniao Chanel na sua romantic mood...

    ReplyDelete
  3. Os Blake Louboutin são péssimos! Mas a verdade é que o mundo está em crise... Há muitas roupinhas e muitas carteiras a rivalizar com a Chanel que já não é de todo o que era. Blake Lively? Marketing! E pelo que parece tem resultado.

    ReplyDelete
  4. Ugh! Concordo totalmente! Se eu já não percebia o hype à volta da Blake Lively há dois anos, agora é que não percebo mesmo. Penso que quem está na base desta relação pouco provável entre o Karl e a Blake é mesmo a Anna Wintour, que está super confiante de que Lively se tornará num eterno ícone de estilo americano. So not going to happen! lol

    A Blake é gira e parece ser uma pessoa super simpática e adorável, mas como tu dizes, ela nasceu para vestir marcas como Versace, Gucci e Dolce & Gabbana. Chanel é tudo menos pernas, rabo e boobies! xD

    ReplyDelete
  5. lol informativo e amusing, como sempre :-) até eu que estou por fora destas coisas da moda, roupas, designers, etc.. acho que a blake n tem nada a ver com a chanel... go figure out! lol bjo**

    http://makeupblah.blogspot.com/

    ReplyDelete
  6. @ Ana Podes falar na mesma! Realmente a Blake não tem esse toque! Espero que o contrato não dure muito tempo.

    @ Raquel Fernandes É Marketing e deve estar a sentir-se nas vendas, mas um dos grandes ensinamentos do Marketing diz-nos que todas as acções das marcas devem estar de acordo com a "ideia central"/identidade da marca e a Blake, nesse campo, é um flop!

    @ Artur EXACTLY! A Blake deveria ser imagem de uma marca italiana, não de uma das mais icónicas maisons francesas. A Anna Wintour volte a por modelos na capa, estou farta de actrizes e celebridades!

    @ Maria Para isso é que serve o LX! ahahaha

    ReplyDelete
  7. sublinho totalmente. eu ja nao gosto muito dela, nem como actriz nem como nada .. sao opinioes. mas vê-la como embaixadora Chanel ? NAO, muito difícil de engolir lol odiei tanto a campanha das malas, nao percebo como acharam que era uma parceria harmoniosa

    ReplyDelete
  8. NOT! completamente, não acho que a blake seja uma boa imagem para a marca, principalmente por causa da personagem que ela tem no gossip girl, ha quem associe muito a personagem a vida real va. em relação aos calçoes da Poppy Delevigne serem mais curtos, ela tem muito mais classe que a blake, e os calções não são chocantes! pour coco chanel

    ReplyDelete
  9. Em primeiro: Adorei o post!

    E em segundo, terceiro e quarto.. Concordo plenamente! Acho que a Blake não deveria ser embaixadora da maison Chanel.. Foi para mim uma enorme desilusão..
    A lovely Rachel Bilson era uma melhor escolha, sem duvida :) Ou até mesmo a colega da Blake, Blair on Gossip girl, right? :)

    Fico a aguardar o post dos casamentos felizes no mundo da Moda :)

    Beijinho,
    sara

    ReplyDelete
  10. já tinha comentado este assunto num outro blog há tempos atrás! concordo plenamente contigo,é um enorme erro de casting!!!

    ReplyDelete
  11. Oh God, que 'casamento'! eu n percebo muito de roupas, designers, fashion people etc mas até eu vejo que a Blake não representa bem a marca**

    http://makeupblah.blogspot.com/

    ReplyDelete
  12. Não tem a elegância característica da marca!

    ReplyDelete
  13. A época áurea das supermodelos, ou seja os anos 80 e 90, já lá vai. Foram substituídas pelas celebridades, especialmente actrizes, nas capas de revistas, desfiles, anúncios. É o que dá...

    ReplyDelete
  14. I couldn't agree more ;)

    a blake é td menos chanel!

    beijnhos***

    ReplyDelete
  15. @ Anonymous Colocar uma actriz numa campanha ou numa capa de revista é, certamente, mais rentável do que colocar uma modelo. Falando por mim, continuo a preferir as modelos, embora ache que as modelos de hoje não têm a mesma atitude que as supermodelos. A própria Moda mudou, a cultura do imediato, do que vem a seguir, do que é novidade, também tem a sua culpa.

    Mas Blake na Chanel é quase um crime!

    Obrigada pelo comentário!

    ReplyDelete
  16. Cheira me a uma certa inveja...

    ReplyDelete