Monday, April 25, 2011

BLAST FROM THE PAST: LOUIS VUITTON FALL 2009

Há colecções que ficarão para sempre na memória. E a colecção Fall 2009 da maison francesa Louis Vuitton é um desses casos.

Marc Jacobs já havia anunciado, umas semanas antes durante a NYFW, que os anos 80 tinham vindo para ficar. Ombros estruturados, cores neon e penteados ultrajantes num desfile em que Alexis Colby, a personagem interpretada por Joan Collins na mítica série Dynasty, parecia ter ganho novamente vida. Para a casa Vuitton, contudo, Jacobs preparou uma outra releitura dos fatídicos anos 80. Fatídicos porque uma aura de preconceito parece pairar sobre esta década, at least no mundo da Moda.

Back to Vuitton... Marc Jacobs apresentou uma versão mais demure dos anos 80. Opulência, Christian Lacroix e Marie Antoinette foram as palavras de ordem num desfile que ficará célebre, tanto que não seja, por dois motivos. Anyone? Bunny ears e o momento em percebemos que a Madonna - que deu a cara photoshopada à campanha da marca - tem efectivamente 50 anos, embora a destreza com que se apresenta em palco possa aparentar o contrário.

Foi como se Marc Jacobs tivesse reunido ali o melhor dos anos 80. Não faltaram as mangas bufantes, as cores electrizantes, as rendas e os folhos mil, acompanhados pelo uso desmedido de laca e acessorizado seguindo a máxima more is always more, com colares imponentes e o elemento quase sadomasoquista das thigh high boots

Para ver ou rever, aqui ou em vídeo.



Este post deveria ter sido publicado ontem, mas infelizmente o Blackberry não cooperou, para não variar! Tinha pensado em fazer um post alusivo à Páscoa e lembrei-me automaticamente das bunny ears desta colecção, que tanto rebuliço causaram na altura. Foi uma das minhas colecções preferidas da Louis Vuitton e espero que Marc Jacobs fique no cargo durante mais umas quantas temporadas e não siga o exemplo dos seus colegas de profissão. Claro que é sempre entusiasmante ver o que um novo designer pode fazer por uma marca mas, neste caso, acho que é o homem certo para o lugar! E aproveitando o desabafo, serei a única a quem a maison Christian Lacroix deixa saudade?


7 comments:

  1. Lembro-me bem desta colecção! Marc Jacobs é um dos meus estilistas favoritos, tanto em nome próprio como à frente da casa LV. E concordo contigo, (pelo menos por enquanto) parece-me ser o homem perfeito para o lugar que ocupa. **

    ReplyDelete
  2. Marc Jacobs é de facto perfeito para o lugar, e não só! :))
    Consegue sempre surpreender e tudo o que dita acaba por se rornar "lei".

    Convido-te a participares na nova rúbrica do meu blog: "Aberto à Discussão". Esta semana o assunto em aberto é "Galliano - justiça ou exagero". É importante para mim contar com a tua opinião.

    http://hiimab.blogspot.com

    ReplyDelete
  3. Estes posts revivalista são muito bons... E não, não és a unica... Eu gostava muito de Lacroix, a minha mãe tinha vários vestidos, eram um deslumbre.

    ReplyDelete
  4. eu só nao consigo mesmo gostar é dos saltos apertados com as pérolas...

    ReplyDelete
  5. Se há nomes que é impossivel dissociar é LV e Marc Jacobs. Acho o trabalho dele na marca simplesmente fantástico, nomeadamente esta colecção, que é, sem duvida, uma das minhas colecções preferidas. O que considero tambem de louvar é o facto de ele depositar tanto empenho e dedicação na maison, sem descuidar a marca própria , e ainda Marc by Marc Jacobs (apesar de não ser HUGE fan..)
    Anyway, é sempre refreshing ver posts destes por campos portugueses, e assim caio novamente no elogio que faço sempre ao blog.
    Em poucas palavras, a verdade é que não é fácil encontrar alguem que se adapte perfeitamente a uma marca, e Marc é a excepção a esta regra.

    Now (outro assunto) com a saída de Decarnin da Balmain, veremos que rumo tomará a marca com Olivier Rousteing como director criativo... Confesso que pouco sei dele além de que esteve uns anos na Roberto Cavalli.. Let's wait and see ;)
    xoxo
    Joana

    ReplyDelete
  6. @ Anonymous Joana, também li há pouco essa notícia sobre o futuro da Balmain. Estava à espera de um nome sonante, mas resta-nos esperar pela próxima temporada para saber como se irá sair o Olivier Rousteing. E resta-nos também saber quem vai ocupar o lugar deixado vago pelo Galliano na C. Dior e na sua própria marca. Estou MUITO curiosa com isso!

    Obrigada, uma vez mais, pelo comentário e pelo elogio :)

    Beijinhos

    ReplyDelete
  7. De facto muito bom! Lugar bem ocupado sem dúvida!

    ReplyDelete