Friday, December 10, 2010

LES COULEURS D'YSL [PART TWO]


























Se me perguntassem qual é o meu criador de Moda preferido, a resposta seria simples: YVES SAINT LAURENT. 


E para justificar tamanha escolha, não preciso de me socorrer da famosa citação de Pierre Bergè - «Se Coco Chanel deu liberdade às mulheres, Yves Saint Laurent deu-lhes poder.» - que, embora seja verdade, peca por ser redutora. Yves Saint Laurent foi um génio e se provas fossem precisas basta rever alguns dos desfiles que povoaram a temporada Spring 2011.


O reinado Chloésquiano do nude e dos blush tones tem o fim anunciado, thank the Lord! Para a temporada que se avizinha - mal a chuva e o frio nos abandonem - as cores querem-se quentes e ricas, a lembrar duas das maiores inspirações do mestre Saint Laurent: Marraquexe e o Jardin Majorelle. Uma inspiração que se revê no turquesa, safira, laranja, fushia, roxo e, sobretudo, no azul que pinta as paredes do Jardin Majorelle - última morada de YSL - correctamente baptizado «azul Majorelle». 


Estas cores foram revisitadas por Stefano Pilati, o actual director da maison francesa, que também trabalhou algumas peças icónicas de Saint Laurent - a blusa, os folhos, o smoking feminino - e que foi muito aplaudido por esta colecção. Mas não foi o único. Aliás, perdoem-me as hostes fashionistas, mas a colecção que mais denota a importância que o legado de YSL tem para o mundo da Moda, é mesmo a colecção Spring 2011 da Gucci.




A reminiscência YSL, para aqueles que conhecem bem a sua história, é notória. A própria Frida Giannini reconhece que Marraquexe, local onde foi fotografada a campanha Fall 2010 da Gucci, serviu de forte inspiração. Não referiu Saint Laurent mas, com uma colecção destas, não é sequer necessário. Há mesmo quem especule se a criadora italiana não estará com os olhos postos num novo desafio profissional, já que parece existir um certo clima antagónico à continuação de Pilati como homem forte da YSL.


Mas as cores, que fizeram deste um dos desfiles mais comentados da temporada na blogosfera, não são a única referência a Saint Laurent. As  famosas calças harem (um clássico YSL da década de 70), o cetim, as mangas dos primeiros dois outfits da imagem, os detalhes dourados e até o batom laranja torrado são outros traços marcantes da obra de YSL.


Yves Saint Laurent é, e será sempre, a razão pela qual me perdi de amores pela Moda. Existem outras referências - Cristóbal Balenciaga, Christian Dior, André Courrèges, Coco Chanel - mas não há (nem haverá) outro criador que substitua Yves e a sua influência para o mundo da Moda. Mas isso daria um post e tanto.



8 comments:

  1. Adoro essa sneak peak da colecção s/s da Gucci, os tons são tão pedras preciosas *.*

    As novas colecções animam-me imenso (principalmente nestes dias --')

    Confesso que não sou muito conhecedora de todo o percurso de YSL (yet!), mas partilho a paixão por Dior, o senhor que, segundo coco channel, era um homossexual que vestia as mulheres como travestis.
    Aparte o que a madamme pensava, Dior foi bom para o público feminino in more ways than one, mas isto ja sou eu a criar todo um post xD

    Bem, sinto a tua paixao por YSL e compreendo-a. há muito porque salivar.

    ReplyDelete
  2. Ok podia ficar umas horas a olhar para estas cores tao geograficas e tao poderosas de Gucci (ou melhor de YSL)... Estes teus posts sao fantasticos! Beijo

    ReplyDelete
  3. Vim so notificar-te que sou uma fiel seguidora deste teu blog. Os meus parabéns pelo teu trabalho ate agora :)

    ReplyDelete
  4. Concordo plenamente! YSL foi e será sempre uma referência, mesmo para os grandes criadores.

    BJS*

    ReplyDelete
  5. @ Holly Obrigada pelas palavras! Fico sempre muito sem jeito quando elogiam o blogue. Continua a passar por cá :)

    Beijinho

    ReplyDelete
  6. Não conheço percursos de estilistas, mas a verdade é que esta nova colecçao, apesar de ser uma lufada de ar fresco em termos de cores e estilos, fazme lembrar um pouco os anos 90, com as cores muito saturadas e tudo misturado. Eu achei esse periodo um pouco a moda em drogas, porque estava tudo uma grande salganhada. Eu sou apelativa de estilos mais clássicos, mais calmos e mais serenos, talvez seja por isso que essa colecção nao me atraia para a compra de nenhum produto :x

    ReplyDelete
  7. Adorei ler o teu post Cátia! Concordo com o que disseste, YSL será mesmo sempre uma referência...

    Kiss*

    ReplyDelete